Anvisa liberará Astrazeneca antes da Coronavac

 369 views

Anvisa liberará Astrazeneca antes da Coronavac

Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deverá liberar o uso emergencial da vacina da Astrazeneca antes da Coronavac.

Ambas fizeram o pedido oficial de registro nesta sexta-feira (8), mas a farmacêutica inglesa estava já muito à frente da chinesa na apresentação de documentos prévios.

Mas esse não é o único motivo. A Astrazeneca tem pedidos de uso emergencial já aprovados em outros países – Inglaterra e Argentina.

A Coronavac tem uso aprovado na China, mas com base nos estudos da fase 2, e não da 3, como a legislação brasileira exige.

Anvisa liberará Astrazeneca antes da Coronavac

Assunto: Anvisa liberará Astrazeneca antes da Coronavac

A forma como o Butantan apresentou seu pedido também integra a avaliação.

O instituto anunciou que apresentaria nesta quinta-feira (7) a solicitação, após uma primeira reunião com a Anvisa.

O instituto agendou uma nova reunião para as 17h com o objetivo de apresentar o pedido, que inclusive chegou a ser anunciado pelas autoridades paulistas, que depois recuaram. 

Apresentaram dados á imprensa de uma certa forma e dai o outro motivo.

Faltaram, por exemplo, dados sobre efeitos colaterais ou subgrupos específicos. Ou ainda como se chegou ao cálculo de 78% de eficácia. 

Matéria: Anvisa liberará Astrazeneca antes da Coronavac

As análises dos documentos das duas farmacêuticas, apresentados pela Fiocruz (Astrazeneca) e pelo Butantan (Coronavac), estão sendo feitas, e uma primeira avaliação sobre eventuais omissões, pela lei, é preciso ser apresentada em até 24 horas a partir do pedido. 

Se isso ocorrer com alguma delas, o processo de autorização na Anvisa é paralisado até que a questão seja sanada.  

A expectativa é de que já na semana que vem o país já tenha a primeira vacina com uso emergencial liberada para utilização. 

O Itamaraty tem negociado com a Índia a remessa de 2 milhões de doses, mas a negociação está lenta e não houve avanços até agora. 

Existem 10 milhões de doses. Basta a aprovação da vacina

Mais sobre saúde? Clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *