zona-azul peruibe jornal peruíbe

ZONA AZUL COMPLICA A VIDA DOS COMERCIANTES DE PERUÍBE

O estacionamento rotativo começou a valer nas principais vias do centro mudando a rotina de milhares de consumidores.

Confira os depoimentos:

Comerciantes de Peruíbe querem discutir ideias e encontrar soluções para melhorar o serviço de cobrança Zona Azul, implantado em 25 de maio de 2016 deste ano na cidade.

A maior parte dos comerciantes reclama que a Zona Azul reduziu pela metade o movimento e que alguns estão próximos de fechar as portas. Eles disseram que o cliente chega ao comércio e fica com os olhos no relógio, com medo de ser multado.

Algumas idéias como a diminuição do valor da taxa na baixa temporada. O valor por hora que hoje é de R$ 2 para carro, poderia ser cobrado na alta temporada, quando a cidade está cheia.

Outra hipótese o aumento de permanência do veículo, que poderia exceder duas horas sem que fosse necessário mudar de vaga. Os comerciantes alegam que o cliente que vai ao banco, cabeleireiro ou restaurante, não tem como sair para mudar o carro de vaga após duas horas.

A interrupção da cobrança aos sábados foi uma ideia. Segundo os comerciantes, a cobrança aos sábados é desnecessária porque o problema maior em encontrar vagas no centro da cidade acontece de segunda a sexta em horário bancário.

A maior parte dos comerciantes afirma que se a Zona Azul continuar assim, o centro da cidade vai morrer. Alguns já fecharam, outros estão demitindo funcionários por falta de condições de mantê-los com a queda do movimento.

A proprietária de uma lanchonete disse que estão se arrastando para não fechar as portas.

Ela explica que as placas não avisam dos 10 min de tolerância que os motoristas têm direito e com isso os clientes chegam ao estabelecimento pedem e saem, com medo de levar multas.

O centro está ficando vazio quando nós esperávamos o contrário, que as pessoas tivesse mais espaço livre, circular, apreciar as vitrines, fazer suas compras e que hoje não está acontecendo.

Hoje com as facilidades que ocorreram o nosso colaborador tem a condição de ter seu veículo e aí tem que estacionar em algum lugar mais afastado porque não tem condições de pagar a zona azul, infelizmente”. E diz que a Zona Azul atrapalhou bastante seu movimento que caiu 50%.

A gente acha que está atrapalhando, sim. Os clientes estão vindo muito rápido e saindo muito rápido, não dá para ver tudo que tem na loja como viam anteriormente. Senti que caíram as vendas , porque a expectativa era que começasse a melhorar, mas até agora nem sinal.

E você, o que está achando dessas cobranças?

Quer acompanhar todas as noticias que acontecem em Peruíbe? Curta nossa página no Facebook

JORNAL PERUÍBE: Uma viagem pela terra da “Eterna Juventude”…

Fonte; Juréia News / Web Rádio Juréia

2 ideias sobre “ZONA AZUL COMPLICA A VIDA DOS COMERCIANTES DE PERUÍBE

  1. Lenizia

    Condições de pagar todos que tem carro tem! O problema não é pagar e sim enfiar mais dinheiro numa administração omissa e corrupta. Pq. num lugar tão pequeno as pessoas não podem ficar à vontade para circular e comprar? Eu mesma me recuso ! Vou comprar pela internet. Os comerciantes devem exigir que isso acabe antes que a Cidade se torne só dormitório.

    Responder
  2. Raimundo das Graças do Couto

    Concordo plenamente com a Lenizia, não sou morador da cidade, dou de Itabira MG, e isso atrapalha também pra gente como visitante. Como ela disse, além de incomodar os proprietários de carro, acaba com o comércio local e essa arrecadação tem destino duvidoso porque nenhum retorno em prol dos moradores.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *