JORNAL PERUIBE MULHER PEGA FOGO BAR TOTEM TURISTA QUEIMADURAS CABELO QUEIMADO DRINK PERUIBE

DRINK EXPLODE INCENDIANDO TURISTA! VEJA


Estávamos olhando o garçom fazer o drink. Do nada, veio uma chama muito grande na direção das pessoas. Era muito quente. Começou uma gritaria e várias pessoas passaram a correr. Quando olhei para trás, vi a minha namorada em chamas. O cabelo dela estava todo pegando fogo. Não sabíamos o que fazer. Foi aproximadamente um minuto de pânico e gritaria”.

O relato acima pertence ao dentista Ricardo Santos, de 32 anos, morador de Brasília. Ao lado da namorada, duas irmãs e do companheiro de uma delas, Santos escolheu passar o Réveillon em Peruíbe, no litoral de São Paulo, sem imaginar que passaria pelo que ele considera um dos momentos mais ‘assustadores’ de sua vida.

Na madrugada da última sexta-feira (29), ele resolveu ir com o grupo ao Totem Beach Bar, localizado no bairro São João Batista. Eles estavam há menos de 10 minutos no local quando um barman começou a preparar um drink ‘incendiário’ para outros frequentadores. Como a preparação chamava atenção, muita gente começou a observar com admiração.”Eram três ou quatro copos empilhados. Do nada explodiu e o fogo veio pra cima da gente. Pegou fogo na mesa toda. Quando aconteceu eu saí correndo. Vi a minha namorada em chamas e procuramos algo para apagar o fogo, mas não encontramos nem extintor e nem água. Todo mundo começou a gritar, em pânico, e tentou ajudar, até que finalmente apagou”, lembra.

“Eram três ou quatro copos empilhados. Do nada explodiu e o fogo veio pra cima da gente. Pegou fogo na mesa toda. Quando aconteceu eu saí correndo. Vi a minha namorada em chamas e procuramos algo para apagar o fogo, mas não encontramos nem extintor e nem água. Todo mundo começou a gritar, em pânico, e tentou ajudar, até que finalmente apagou”, lembra.

Santos afirma que chegou a procurar a proprietária do bar para pedir ajuda. Segundo ele, apenas um cartão foi entregue ao grupo. Ele conta que a proprietária explicou que possuía autorização para trabalhar com materiais inflamáveis. Mas, após o acidente, nenhum funcionário do bar acompanhou a garota ferida até o hospital.

“Foi como se tivesse quebrado apenas um copo. Pareceu uma situação corriqueira para eles. Eu estava muito nervoso e queríamos sair de lá o mais rápido possível, já que minha namorada sentia muitas dores. Por isso fomos ao hospital, depois registramos um boletim de ocorrência na delegacia. Em seguida, fizemos exames no Instituto Médico Legal (IML)”, conta.

De acordo com informações da polícia, o caso já está sendo investigado. Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Sede de Peruíbe e, durante depoimento, uma das testemunhas afirmou que a responsável pelo local disse que ‘não poderia fazer nada em relação ao socorro da jovem’. Ela deverá ser ouvida nos próximos dias para prestar esclarecimentos.

Conversamos, nesta terça-feira (2), com a proprietária do bar, Lizandra Medaglia. De acordo com ela, o acidente realmente ocorreu, mas o local possui toda a documentação legal necessária para funcionamento e o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). A prática de exibições com drinks utilizando fogo, segundo ela, não é frequente no bar, mas foi executada no dia a pedido de um cliente. “Foi um acidente que ocorreu quando a quantidade de bebida que saiu da garrafa foi maior do que o habitual. Isso por uma falha no bico dosador”, conta.

Segundo Lizandra, todos os primeiros socorros foram feitos ainda na casa. A proprietária alega que se ofereceu, diversas vezes, para ir com a vítima até o posto de atendimento médico da cidade, o que foi negado por ela e pelas pessoas que a acompanhavam. Em seguida, a proprietária passou o contato pessoal para os acompanhantes. “Foi oferecida por nós toda a assistência que fosse necessária, mas a única resposta que tivemos foi que as providências legais já haviam sido tomadas”, afirma.

“Não vamos poder reparar o susto. Ficamos muito tristes com o ocorrido e nos colocamos a disposição para qualquer necessidade, mesmo sem retorno algum da vítima desde o momento do acidente até hoje. Faço contatos diários via WhatsApp para saber como ela está mas, até agora, não tive retorno”, finaliza Lizandra.

Entramos em contato com a Prefeitura de Peruíbe para falar sobre o assunto. De acordo com a administração municipal, o bar está em situação regular, tendo apresentado todos os documentos necessários para seu funcionamento, inclusive junto a Secretaria da Fazenda. “No âmbito da Secretaria da Defesa Social também não houve registro de nenhuma anormalidade”, finaliza a nota.

Várias pessoas foram atingidas pelo fogo. A namorada do dentista, porém, foi a mais afetada. Além do cabelo, que foi parcialmente carbonizado, ela perdeu as sobrancelhas e teve queimaduras em várias partes do corpo. Por conta da gravidade dos ferimentos, foi obrigada a passar a noite no hospital, em observação, recebendo cuidados.

“Foi tudo muito rápido. A preocupação de todos era com o fato do bar ser rústico. Tem muita madeira e, em alguns lugares, uma espécie de palha para cobrir. As pessoas ficaram chocadas e assustadas. O grande problema é que, depois de toda a situação, a casa continuou funcionando normalmente e não recebemos auxílio”, reclama.

Quer acompanhar todas as noticias que acontecem em Peruíbe? Curta nossa página no Facebook

JORNAL PERUÍBE: Uma viagem pela terra da “Eterna Juventude”…

Fonte;https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/drink-explode-e-deixa-turista-em-chamas-dentro-de-bar-em-sp-video.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *